Curtindo mais um pouquinho de dia e de noite!

Gente, já deu para perceber que tirei zilhões de fotos da viagem, não é? Então para terminar a série desta viagem à Paraty, selecionei mais algumas imagens para registrar o movimento nas ruas da cidade histórica.

No final da tarde, passando por uma das ruas, já começamos a ver
os frequentadores dos cafés, ...

... dos barzinhos em frente à praça da igreja principal, ...

... dos restaurantes que vão até o final da rua, ...
 
... e da linda tenda armada em frente ao restaurante, servindo como salão adjacente!

À noite as mesinhas são iluminadas por velas e tornam o ambiente ainda mais acolhedor!

A iluminação das ruas é difusa, imprimindo uma atmosfera vintage ao lugar!

No Largo do Rosário este casarão chama a atenção com as mini luzinhas
destacando os detalhes da construção.

Família reunida para degustar os crepes especiais no lanche depois das andanças!

Eu e marido adoramos viajar e esse gosto foi passado para os filhos e agora para o genro e as noras, hehe!!!
Espero que tenham gostado de embarcar conosco neste passeio virtual e que as dicas possam ajudar na programação de vocês!!!
BJSSS

Passando um dia em Angra dos Reis

No primeiro dia do ano de 2012, saindo de Paraty pegamos a estrada Rio-Santos, sentido norte, e depois de percorrer uma distância de 90km aproximadamente, chegamos à Angra dos Reis, balneário com lindas praias e com uma infinidade de ilhas paradisíacas! Mas como o tempo não estava para brincadeira, choveu muuuuito durante todo o dia! A viagem até lá já foi complicada, difícil de enxergar a estrada, aff!
Mas quem está na chuva é para se molhar, né?! Eu toda animada, com meu biquini, vestidinho de praia, boné de sol na cabeça, sandalinha Havaiana nos pés, e, a sombrinha aberta para proteger da chuvarada, rsrs...
Achamos o portal de informações turísticas da cidade e lá tivemos todas as dicas de passeios, pousadas, restaurantes, shows, etc,etc,etc. Como a chuva não melhorava, resolvemos almoçar num restaurante sugerido  pelas meninas do portal e aproveitar para apreciar a vista na beira do cais dos barcos e escunas.

Olha a animação, parecendo que estava um dia de sol maravilhoso! Nada como a imaginação
e a alegria das férias, hehe! E o garçom que fotografou foi muito simpático!

O nome do restaurante é Mar de Espuma, com cardápio muito bom, preço justo, 
bom atendimento e comida deliciosa! Eu recomendo!

Apesar do tempo feio queríamos fazer um passeio de escuna para conhecer as belezas
das ilhas e praias de Angra, mas como era dia de desfile ou procissão dos barcos, não
conseguimos achar nenhum barco grande ou pequeno disponível para fazer o tour...
Vou ter que voltar lá uma outra vez para conseguir realizar meu desejo de conhecer
tudinho de Angra, olha que sacrifício, rsrs!

No dia da viagem de volta para casa, passamos de novo por Angra e num dia lindo de
sol eu fiz essas imagens de dentro do Motor Home em movimento e quando cheguei
em casa e vi no Note me encantei e tive mais certeza de querer voltar lá!!!


A cor do mar de Angra é incomparável e especialmente neste dia de sol sem vento, 
com o mar espelhado e transparente, fiquei de boca aberta com tanta beleza!

Uma linda e abençoada quinta-feira para todas(os) as(os) amigas(os)!!!
BJSSS

TRINDADE - um paraíso perdido de Paraty

Quem vai a Paraty tem que ir à vila de Trindade! Para chegar lá saindo de Paraty, no trevo de entrada da cidade, toma-se a saída para a BR-101 sul (Rio-Santos) e segue-se até o trevo de Patrimônio, onde entra-se à esquerda pela estrada que segue no Morro do Deus-me-livre (antes de ser asfaltada era uma aventura chegar em dias de chuva...). É uma estrada bem sinuosa e com subidas e descidas íngremes, onde deve-se ir com calma e marcha forte para não ficar pelo caminho, rsrs...

São aproximadamente 21km de Paraty até o centrinho da vila de Trindade.

Chegando à Praia do Cepilho, primeira que se tem acesso em Trindade. Ali na frente
os carros tem que passar pelo riozinho, que atravessa a estrada, para chegar ao centro

No centro da vila todo mundo anda à pé, tudo é pertinho porque o lugar é pequeno e lindo!
Muitas pousadinhas fofas e o comércio voltado para o artesanato e artigos de praia.

Resolvemos voltar à um lugar inesquecível, a piscina do Cachadaço! Pode-se chegar
lá de bote motorizado ou pela trilha na mata que tem dois trechos

O primeiro tem a distância de 400 metros e não é muito difícil

Chegamos à Praia do Cachadaço, que tem extensão de 700 metros, e andamos até chegar...

...ao final da praia e início da segunda trilha de 800 metros, esta bem mais difícil, mas...

que vale pela maravilha que se descortina na chegada à piscina natural do Cachadaço!!!

Neste dia estava muito cheia de turistas, mas a água quentinha e transparente estava ótima!!!

A piscina fica onde estão as pedras que represam a água entre elas e a montanha

Os botes motorizados que fazem o percurso levando turistas até lá, cobram R$10,00 por pessoa

Depois que voltamos da piscina natural, paramos na Praia do Meio para almoçar e tirei uma
foto sentada na mesinha do quiosque onde estávamos para mostrar a distância
que percorremos para chegar ao paraíso que mostrei hoje! No lado direito da foto dá 
para ver um pedacinho da Praia do Cachadaço que fica entre as duas trilhas. Onde 
coloquei a seta é a Piscina do Cachadaço!!!

Já estou com saudades de lá!!!
BJSSS

Passeios em Paraty


Toda cidade que vamos fazemos questão de conhecer o lado histórico, o lado pitoresco, as belezas naturais, a culinária e os costumes. Vou mostrar o que fizemos para assim ir nos integrando ao local!

Andando pelas ruas descobrimos que nas muretas (lá no fundo) que separam a rua
do mar, existem aberturas para a entrada das águas da maré!!! Nesta hora estava
escoando a água na maré baixa!!! 

 Então, eu que de perto não enxergo nada sem meus óculos, mas de longe vejo
uma formiga subindo na parede, vi uma coisinha muito interessante aqui no chão, 
em meio às pedras e a lama da maré... Não, eu não estou doidinha! E...

...tirei fotos dos minúsculos carangueijinhos que estavam trabalhando para consertar
suas tocas que a maré, as pessoas andando e as rodas das charretes insistem em 
estragar, aff!

As charretes que fazem os passeios na velocidade do Império, são como essa que
alugamos e fomos passeando pelas ruas e ouvindo as histórias contadas pelo
condutor do cavalo chamado Alazão!!!

Na estrada Paraty-Cunha chegamos a Cachoeira do Escorrega que tem essa parte com
a pedra bem lisa e a água que escorre espalhada em toda ela, ajudando os afoitos a
fazer um toboágua até o poço que se forma lá no final. Os meninos gostam de se mostrar
corajosos, mas as meninas enchem o silêncio com seus gritos ao descer a rampa, rsrs... 

Seguindo pela trilha em meio as pedras e a vegetacao, chegamos na ponte suspensa que
apelidei de "ponte do rio que cai", aquela do programa do Faustão lembram?
Atravessamos eu e filho, rindo e balançando muito, hahaha!!!
Esse lugar é chamado de Poço do Tarzan e tem uma lanchonete bem rústica no 
outro lado da ponte, em meio a mata !

Para encontrar a cachoeira, chegamos primeiro ao marco da Estrada Real, onde
antes havia um museu bem interessante contando sobre o trajeto. Bem, agora só
ficou o bonito marco e a igrejinha da Penha ao fundo. 

Embaixo do marco ainda resiste o mapa mostrando as minas de ouro em MG,
com o caminho percorrido pelas tropas de burros para chegar até Paraty e 
embarcar nas caravelas o metal precioso para Portugal. 

Esta é a escuna que nos levou num passeio de 5 horas para conhecer algumas praias
e ilhas, com paradas para mergulho e para almoço no próprio barco que tem uma
cozinha preparada também para servir tiragostos durante o passeio. Muito bom ouvir uma
musiquinha ao vivo e de bom gosto, com muita MPB e outras bem selecionadas!

Na volta todo mundo feliz, as crianças cansadas e o visual lindo sendo apreciado! Tempo 
de cara feia e a foto sem um colorido para valorizar a natureza e a cidade linda...

Quando saimos da escuna, vimos esses barquinhos menores e fomos perguntar como era
o passeio nele. E marcamos para outro dia um novo passeio, esperando a filha e o genro
que chegariam depois do ano novo...

 E lá fomos nós outra vez, só que agora com quase exclusividade, já que na escuna cabiam 
150 passageiros e no barquinho estávamos em 10 pessoas, coisa boa!!! O dono do barco
foi super simpático e nosso passeio foi ainda melhor que o primeiro! Além do sol que
colaborou e as fotos ficaram beeeeem melhores, hehe! Não tinha música, nem 
tiragostos, mas um visual que valeu o dia!!!





















Chegamos no ancoradouro bem pertinho da ponte que leva ao centro histórico e é o miolo
de Paraty, onde tudo acontece, e fomos almoçar e andar mais um pouquinho!

Espero que consigam ler o post mesmo sem os acentos, porque o teclado do note está desconfigurado de novo, aiaiai... Ainda tem algumas coisas para contar a vocês, me esperem que eu volto! O mês de Janeiro está bombando aqui onde moro, que é cidade turística com praias lindas, por isso tudo que preciso fazer na rua fica quatro vezes mais demorado e o meu tempo fica curtinho... Para vocês terem idéia, ontem fiz supermercado à noite, para fugir da muvuca e da falta de estacionamento!!! Fui as 20:30hs e cheguei as 22:30hs... Mas podem esperar que eu venho rapidinho mostrar outras belezuras de Paraty!
BJSSS

Um lugar chamado Paraty

No dia da viagem acordamos às 4:30hs da madrugada, acabamos de arrumar as bagagens e fomos até a  garagem onde fica o Motor Home para iniciar as nossas esperadas férias! Ainda estava escuro quando saímos e marido pilhado e feliz seguiu na direção até Campos dos Goitacazes- RJ, quando paramos para tomar o café da manhã. Já levei os sanduiches prontos na geladeira e depois de preparar aquele café quentinho e cheiroso, sentamos e fizemos o desjejum, conversando e fazendo mais algumas considerações sobre o mapa de viagem. Decidimos que a partir dali meu filho assumiria a direção. Há alguns anos atrás ele passou a Carteira de Habilitação para a classificação exigida para dirigir o Motor Home e ainda não tinha viajado conosco para colocar em prática. Imaginem a euforia e emoção dele ao sentar na poltrona do motorista!

Filho no volante e marido de co-piloto na poltrona do lado

A prova de fogo do novo motorista: passar na ponte Rio-Niterói, onde as pistas são muito
estreitas para os carros grandes como os ônibus e caminhões. Dá uma aflição...

Mas pela carinha feliz ele "tirou de letra"!!!

Depois de sair da Avenida Brasil, a BR-101 é chamada de Rio-Santos. É uma estrada
perigosa por suas curvas e sobe-desces, mas é linda porque corta as montanhas em meio
às matas e em alguns trechos mostra o litoral com as cidades e as praias vistas lá de cima.
Pegamos um pouco de chuva, antes de  passarmos por Angra dos Reis, já quase
chegando ao nosso destino. A viagem de Motor Home é mais demorada do que
com um carro de passeio, e além disso pegamos um engarrafamento na estrada onde
estavam sendo feitos reparos na pista, por isso chegamos à Paraty por volta de 18hs.
Até encontrarmos o camping, estacionar e instalar o equipamento, acabamos por
tomar um banho gostoso, comer alguma coisa e ir direto para a caminha, rsrs...

A primeira imagem da cidade histórica, vista do outro lado do canal, foi da igrejinha.
O tempo ficou sempre com a cara feia, mas não choveu, e não atrapalhou os
nossos passeios. Pelo contrário, o tempo ficou bem fresquinho, e para quem não
gosta de torrar no sol, como eu, foi uma maravilha!

Deixamos nosso carro estacionado e fomos andando pelo calçadão até a ponte, para
atravessar para o centro, e passear pelas ruas onde não passam carros e só se anda a pé.

Fiz imagens das casas do tempo do império que são mantidas preservadas aqui, além
das igrejas que também são lindas! Acompanhem comigo esse bucólico passeio!













As portas e janelas lindas de viver, o muro feito com pedras e óleo de baleia misturado com 
barro, as ruas com as pedras pé-de-moleque, as casas branquinhas com o colorido das
esquadrias, os arabescos desenhados nas paredes, as plaquinhas artesanais na entrada
das casas, a depressão na linha central das ruas para receber as águas da maré, a 
iluminação das ruas com luminárias presas nas paredes das casas
é tudo encantador e envolvente e nos transporta no tempo...

No próximo post mostro mais sobre a cidade e os passeios!
BJSSS e um ótimo domingo a todos!!!