as almofadinhas ficaram prontas!

Ontem terminei as minhas almofadas novas para a varanda, e hoje como a casa ia receber toda a família e mais os amigos para comemoração do aniversário da filhota Lele, fotografei logo cedo as bonitinhas para mostrar para vocês!
E vou aproveitar para mostrar o que acabei de aprender com minha mãe: como pregar o fecho-eclair ou ziper.
Sempre que me aventurei a fazer almofadas ou capas de assentos para as cadeiras, fazia sempre ao contrário, depois de tudo pronto, quase ficava um dia inteiro para conseguir pregar um deles e mesmo assim acabava ficando com os cantos embolados, franzidos, mal feitos.
Agora, eureka!!!, descobri a pólvora, hahaha!
Não devo ser a única que não sabia deste pequeno detalhe na ordem das coisas, por isso resolvi fotografar e fazer um mini PAP para as desavisadas como eu!
Bem, primeiro cortei os quadrados do tamanho que queria e deixei mais 1cm de sobra para a costura. O segundo passo foi costurar os lados da lateral onde ficaria o fecho; trocando em miúdos as minhas almofadas ficariam com 40cm depois de prontas, cortei com 42cm (deixei mais 1cm de cada lado), e como o fecho era de 30cm, costurei 6cm de cada lado.
Feito isso, coloquei o lado do avesso virado para cima, dobrei as bordas do tecido da largura da costura e alfinetei o fecho. Depois alinhavei e retirei os alfinetes para passar a costura pelo lado direito.
Por fim virei de novo pelo avesso e costurei os 3 lados que faltavam e chuleei tudo para não desfiar. Pronto, virei e acertei os cantos, coloquei o recheio que já havia feito antes e cheia de satisfação pelo trabalho concluído coloquei nos lugares!!!





As visitas já chegaram e foram logo elogiando o colorido das gracinhas!!! Delícia de casa cheia, meus filhos, genro, nora, mamy, irmã, sobrinhos e amiga! E à noite chega mais gente!!!
Espero que vocês também apreciem meu primeiro trabalhinho mostrado aqui!

******

Não poderia deixar de mostrar em primeira mão o presente que a Nathalia deu para a Lele, uma lindeza, vejam aí embaixo:







Depois ela vai postar o PAP deste mimo no bloguito dela! Não deixem de ver!

Bjs felizes para todas!

srta alegria


Hoje é o dia do aniversário da minha filha que completa 28 anos. A escolha do nome, Letícia, foi feita pelo meu marido e significa alegria; analisando depois que ela chegou a esse mundo, não poderia haver outro que combinasse tão bem.
Sapeca e feliz quando criança, determinada e feliz agora.
Primeira filha, primeira neta, primeira sobrinha, primeira bisneta, foi cercada de tantos cuidados e mimos.
Mas nem ligava para tanto aparato, já arrancava logo lacinhos, mimosos sapatinhos, pulseiras e brincos.
Queria mesmo era brincar, pular, correr, rir...
Já cortou os cabelos e os cílios, já desenhou nas paredes, já quase se afogou num riacho...
Me lembro dos brinquedos de menina que compravamos para ela, mas cadê a calma e serenidade para brincar sentadinha com as bonecas, panelinhas, móveis em miniatura...
Felicidade era dançar ouvindo os discos da Xuxa, cantar no microfone do "Meu Primeiro Gradiente", brincar no quintal fazendo lama, andar de carrinho de rolimã com os irmãos, passear de bicicleta e voltar vermelha e suada com uma carinha feliz...
E era a líder em todas as brincadeiras, tinha que determinar sempre como seriam as regras e o papel de cada um.
Na escola era querida pelos professores, porque com toda essa energia para as brincadeiras, também não faltava vontade e prazer pelos estudos, sendo sempre excelente aluna.
Amiga das amigas, sempre com seus conselhos e principalmente suas risadas e bom humor.
Terminou seu curso de graduação em Design Gráfico, fez mestrado e agora está no terceiro ano de doutorado. Revelou-se, segundo seus orientadores, uma historiadora e pesquisadora de grande potencial para a memória gráfica brasileira.
E com tudo isso, não deixou de ser a nossa única filha (do sexo feminino, entenda-se aqui), com seus dengos e necessidades de carinho da família, apesar de já ser auto-suficiente e com vida própria e bem resolvida.
Precisava gravar esse remake da memória aqui, para no final agradecer a ela pelos momentos bons que passamos em família e desejar muitas e muitas alegrias mais por toda a vida!!!!
Deus te abençoe e te guie!

Lele e eu - mais que uma filha, uma amiga e companheira

Queridas amigas, coloquei aqui um pedacinho da minha vida em família partilhando minha história com vocês, obrigada pelo seu interesse!
Bjbjbj

pesinho para porta

Que lindinho!!!
Quero mostrar para vocês um mimo que comprei na lojinha da Pousada Águas de Pinon, que oferece vários tipos de artesanatos feitos por pessoas que moram naquela região.
É este pinguim para ser usado como peso de porta. Dentre todos os bichinhos que tinham lá este foi o que mais gostei. Mas como só tenho noções básicas de crochê, ensinadas com muita paciência pela minha avó Jenny que fazia trabalhos lindíssimos, não tenho como dar maiores indicações de como tirar a receita dos pontos. Mesmo assim resolvi mostrar bem de pertinho como foi construído o bichinho para que alguém tente copiar pelas fotos, todos os passos e quem sabe fazer o crochê também.
Quem como eu não souber, pode modificá-lo e fazer uma roupinha de tecido, que também dará certo, para aproveitar a idéia não é verdade?



O corpinho

Com a cabeça e capa

Todas as peças separadas

A garrafa de refrigerante pet foi cortada, encaixada uma parte dentro da outra (uns 2 cm), fixadas com fita gomada transparente (larga) e depois foi colocada areia grossa, pelo gargalo, até em cima fechando a tampinha para finalizar.

Os pés e o bico foram presos com pontinhos de costura, os olhos e o chapéu foram colados com pistola de cola quente (em bastão).
Apesar de não ter sido confeccionado por mim, achei que valia a pena mostrar aqui e me esforcei para fazer um PAP para quem quiser se aventurar a fazer o simpático pinguim!


Muitos beijos para as amigas!

luto



Em Domingos Martins-ES nasceu e viveu o Sr. Roberto Anselmo Kautsky, conhecido como um dos maiores orquidófilos do mundo. Há 69 anos ele estuda as orquídeas, as bromélias e a natureza. Em colaboração com cientistas nacionais e internacionais, estudou e revelou ao mundo mais de uma centena de novas espécies da flora e fauna da região serrana do Espírito Santo, publicadas em livros e revistas especializadas.
Declarou como de preservação uma área de 300.000 m² de mata atlântica de propriedade de sua família, e a enriqueceu com mais de 100.000 mudas de orquídeas, bromélias e outras plantas coletadas em desmatamentos ocorridos nos últimos trinta anos no município de Domingos Martins.
Na sua casa criou uma reserva ecológica particular onde cultivou centenas de espécies de plantas, a maioria delas da família das orquídeas e das bromélias.
Cidadão consciente do seu papel, já era um ambientalista quando ninguém ainda se preocupava com as questões da natureza.
Orquidófilo, bromeliófilo, autodidata, é doutor honoris causa pela Universidade do Rio de Janeiro, honorary trustee do Journal of Bromeliad Society (EUA) e do The Cryptanthus Society Journal e ainda mais uma centena de títulos honoríficos.
Em agosto de 2003, foi fundado por um grupo de amigos de Roberto Kautsky o Instituto Kautsky, para dar continuidade a seu trabalho de estudo, pesquisa, preservação e recuperação da flora da região serrana do Espírito Santo. Visite o site e veja as fotos de algumas espécies de sua coleção: www.institutokautsky.org.br
Só quem o conhecia, como eu, pode sentir tão grandemente a dor dessa perda...
Imagino como devem estar seus conterrâneos, porque lá era ainda mais querido. Não por ser um empresário de sucesso, nem tampouco por ser conhecido nacional e internacionalmente, mas por ser uma pessoa doce, cordata, benfeitora, e com um coração enorme, do tamanho da sua simpatia!
Isso sem falar de seus familiares, porque se com os amigos, conhecidos e empregados ele era um homem bom, no seio da família devia ser muito melhor.
Roberto Kautsky morreu aos 86 anos na noite de ontem. Seu Roberto, como era conhecido, descobriu um tumor no estômago há um mês e foi internado. Faleceu em decorrência de complicações da diabete e pressão alta.
Estamos em luto oficial, decretado pelo governador Paulo Hartung, por três dias.
Mas nem precisava, porque os corações assim estariam...

Desculpem o teor triste do post de hoje, mas não poderia deixar de prestar minha pequena homenagem a este grande homem.
Sou freqüentadora assídua da cidade de Domingos Martins, que é outro encanto, onde tive o prazer de conhecê-lo e ser por ele cativada.
Bjs

abençoado por Deus e bonito por natureza


Mais uma vez tenho que falar das belezas desta terra quase intocada, para deixar registrado aqui todas as possibilidades de turismo e hospedagem do interior do Município de Alfredo Chaves. A foto acima foi tirada por mim num passeio que fizemos pela manhã de sábado conhecendo o que ouvimos falar pelos amigos que já tinham estado ali na região dos distritos de Matilde, Carolina e São Roque Maravilha. Antes de mostrar as outras fotos que tirei, vou contar um pouco sobre os locais mais visitados (as imagens são de sites pesquisados na internet com a ajuda do "tio Google").


O Vale de Santa Maria Madalena ou Vale Encantado, onde nasce o Rio Beneventes.
Ao lado da estrada fica um Mirante com estacionamento para que os visitantes possam curtir o visual.
Este belo cartão postal fica na entrada da cidade de Matilde. Logo abaixo fica o acesso da trilha para chegar à Cachoeira E
ngenheiro Reeve.



Cachoeira Engenheiro Reeve ou Cachoeira de Matilde.
Com 300m de trilha, essa cachoeira possui rara beleza. É composta por uma sequência de quedas e, a última, com aproximadamente 70m de altura. É a maior cachoeira de queda livre do ES.





A Estação de Matilde foi inaugurada em 1902 ainda pela E.F.Sul do Espírito Santo. Esta estação possui a arquitetura mais bela entre todas as estações ferroviárias do ES. Hoje ela está sendo restaurada e teremos um Centro Cultural, Museu e lanchonete. Há um projeto para reativação de uma linha de turismo saindo de Viana (na região da Grande Vitória-ES) até Matilde.


Túnel de Matilde ou Túnel dos Escravos
Túnel de pedra sob a ferrovia, foi construído em 1895 pelo Engenheiro Reeve e possui cerca de 100 metros de extensão, com 65 degraus por onde correm as águas de um riacho. Para a aventura de atravessá-lo é preciso levar uma lanterna pois não tem iluminação.



Rapel na Cachoeira de Matilde


Rampa de Vôo Livre - Parapente e ...


...Asa Delta
Distância do centro de Alfredo Chaves: 9 km
Características - 465 metros de altitude
Local: Cachoeira Alta




Associação Moto Trial de Alfredo Chaves


A singela e bem conservada igrejinha de Matilde


O artesanato local em fibra de bananeira, sendo o Município de Alfredo Chaves conhecido pela agricultura desta fruta.

Matilde, distrito de Alfredo Chaves, fica na região montanhosa do Espírito Santo, é uma cidadezinha de clima agradável e povo hospitaleiro. Fundada por imigrantes italianos em 1884, é cortada pelo Rio Beneventes e por uma estrada de ferro que vai até o Rio de Janeiro.
Lugar de belezas naturais e belas paisagens, com vales e cachoeiras, aqui é lugar ideal para você relaxar e esquecer o stress do dia-a-dia. É uma boa opção também para quem gosta de aventura (rapel em cachoeira) e eco turismo (RPPN Oiutrem).

Como chegar:
Pela Br-101, entrar no trevo de Alfredo Chaves. Continuar pela ES-146 passando pela sede de Alfredo Chaves e seguindo até Matilde em estrada asfaltada.
Pela BR-262, entrar no trevo de Araguaia (próximo a Marechal Floriano), seguir em direção a Matilde pela ES-376, estrada asfaltada e sinalizada.




Hospedagem na região:
01-Eco-Pousada Oiutrem
Pousada e visitação, Matilde
Tel.: (27) 3269- 4082

02-Benevent's Falls
Hotel e Restaurante, Matilde
Tel.:(27) 3269-4028
03-Solar dos Manacás
Pousada, bar temático, Matilde
Tel.:(27) 3269-4101
04-Pousada Darós
Pousada e Chalés, Matilde
Tel.:(27) 9905-5833
05-Chalés Boldrini
Chalés, Matilde
Tel.:(27) 3269 4004
06-Chalés da Prainha
Chalés, área camping, Matilde
Tel.:(27) 3269-4020
07-Pousada Pícolli
Pousada e Restaurante, Matilde
Tel.:(27) 3269-4008 / 3269-4077
08-Brasil de Papel
Pousada, Matilde
Tel.:(27) 3269-4019
09-Águas de Pinon
Pousada e Restaurante ,Carolina
Tel.:(27) 9983-7311 – (27) 3269-2111
10-Vale das Cachoeiras
Pousada e Restaurante,Carolina
Tel.: (27) 9983-5225
11-Recanto da Iza
Chalés, São Roque Maravilha
Tel.: (27) 9927-0001
12-Vovó Uzilia
Suítes e Quartos, São Roque Maravilha
Tel.: (27)9847-7186

13-Pousada Paraíso
Suítes e Quartos, São Roque Maravilha
Tel.: (27) 9893-6473 / 9842-0735 / 9982-7240

14-Estalagem Zucolotto
Suítes e Restaurante, São Roque Maravilha
Tel.: (27) 9833-7878

15-Casa Geninha
Casa para locação, São Roque Maravilha
Tel.: (27) 9913-9941
www.pousadassaoroquemaravilha.com.br


Daqui em diante a reportagem é dessa que vos escreve, com todas as boas e peculiares impressões que tive do lugar, e dessa vez, com a máquina fotográfica em punho, deixei tudo bem registrado para outros interessados que queiram usufruir do mesmo recanto, chamado por eles de Paraíso das Águas!


Pousada Vale das Cachoeiras



Vista da Pousada Vale das Cachoeiras



Chalé para aluguel de temporada em São Roque Maravilha



Casa para aluguel de temporada em São Roque Maravilha



Lateral da Estalagem Zucolotto - São Roque Maravilha


Bica permanente de água de nascente na pequena piscina para as crianças


Detalhe da frente da Estalagem Zucolotto


Fachada de casa particular de algum felizardo da cidade, rs!


Mais uma casinha rústica para aluguel


Flor de beleza nunca vista antes!

Mercearia Maravilha - É o "Carrefour" de São Roque Maravilha, tem de tudo para vender e ainda serve tradicionalmente um pastel de palmito imperdível. Tem também linguiça pura de porco feita na região, que é preparada na fritura, e pode ser acompanhada de cerveja gelada ou um bom vinho, que são servidos pelo dono do estabelecimento, Sr. Valdemar Pin.


Quadro com reportagem no caderno de viagem de um jornal do estado, pendurado orgulhosamente na parede da mercearia.


Taí a miscelânea de produtos vendidos lá.


Mais um pouco das mercadorias mostrando as linguiças penduradas.


E agora a deliciosa servida na travessa de alumínio!


Espero que gostem desse pedacinho do meu estado, ainda pouco conhecido até pelos próprios capixabas, mas talvez por isso mesmo ainda tão encantador e tão caipira, no bom sentido da palavra!!!
Bjs