New York - sexta - 12/11/2010

Na sexta-feira nosso grupo resolveu se desgarrar e cada um ter o dia livre para algum passeio especial ou comprinhas. Assim, eu e marido, fomos conhecer mais algumas lojas e pontos imperdíveis de visitação em Manhattan.


Seguimos pela Sétima Avenida até a Broadway e, claro, fizemos mais umas
fotos quando chegamos à Times Square! A Times Square é a esquina da Rua
42 com o encontro das Avenidas Broadway e Sétima, onde na ponta da
calçada pode ser visto o poste e a placa com o nome escrito. Mas não é
assim que funciona... Na verdade Times Square é a região que compreende
este ponto que descrevi acima até a Rua 47 onde está a Duffy Square
(tipo uma pracinha) onde está a loja da TKTS (que vende ingressos para
os teatros do circuito da Broadway) e que tem em frente e por cima sua
famosa escada vermelha. Olhando no mapa (veja no Google) a
gente tem uma noção melhor.

Além dos painéis, na Times tem esse globo no edifício
da JVC: tridimensional, enorme e lindo!
O edifício da Bolsa de Valores NASDAQ tem o maior painel
contínuo da Times Square, sendo tão grande e surpreendente
que resolvi pesquisar para entender melhor o seu funcionamento:
Com quase 836 m2 de espaço de exibição, todo ele composto de
LED's, usa como suporte uma grande estrutura de aço arredondada
que foi parafusada no prédio. Essa estrutura serve para apoiar toda
a logística de funcionamento (fios, transistores, dispositivos e fontes
de alimentação de energia). Por trás dela escadas e passarelas dão
acesso para os técnicos fazerem seu controle e manutenção.
É um show à parte!


Já vendo a loja da M&M e atrás a da Hershey's (ai meu Deus! só
chocolatinhos light!). Tudo é lindo e dá vontade de levar uma
coisinha de cada! Vejam só as fotos abaixo:

Almofadinhas de M&M

Souvenir da Estátua da Liberdade de M&M

Travesseiro de M&M

Os tubos de disquetes de M&M (que tentação! a vontade que
dá é de colocar a cabeça embaixo, abrir a boca e puxar a
alavanca para comer muuuuito M&M!!!)

O bonequinho de M&M (e eu girando ele para tirar a foto, rs!)

Camisetas com carinhas de M&M

Um pouquinho da loja de 3 andares para vocês verem

Um jogo de xadrez com as peças de M&M

Na saída da loja um Elvis M&M que fica girando (ou será um
Michael M&M? o que acham?)

Aí, a vontade de comer M&M venceu a vontade de não
sair da dieta... Oh god! Lindos os disquetes coloridos!
A gente come com os olhos antes de comer de verdade!!!

Continuando o passeio para desgastar as calorias ganhas só de
olhar para tanto chocolate, chegamos ao Carnegie Hall, famosa
casa de espetáculos musicais de NY. Pena que o prédio estava em
obras de manutenção e escondeu um pouco da beleza da
arquitetura em estilo renascença italiana.

Uma das entradas do Carnegie Hall

Chegando ao MoMA (Museum of Modern Art)

No balcão de informações na entrada, os encartes de localização das
salas e exposições do museu. Cada cor corresponde à um idioma!

O jardim das esculturas, um lugar muito gostoso de sentar nas
cadeiras e bancos e observar os trabalhos artísticos, ou apenas
ler ou ainda conversar...

Sensacional essa escultura pela posição em que foi idealizada!


No primeiro piso, vendo as escadas que levam aos outros andares, e o
andar abaixo! Maravilha de arquitetura, moderna como seu acervo!

O espaçoso loft do primeiro piso (o painel em preto e branco
na parede é obra do acervo também)


As 11 próximas fotos são de construções modernas
de expressões artísticas

-1--2-
-3-
-4-
-5-

-6-

-7-

-8-

-9-

-10-

-11-

Mostrando a evolução dos designs de produtos

Design de móveis e utilitários

O rascunho da primeira idéia para a construção das torres
gêmeas do World Trade Center
O criador do projeto rascunhado acima

Rascunho de parte do projeto de construção da sede
das Nações Unidas em NY
E adivinha quem é um dos autores?! Nosso querido e talentoso
Oscar Niemeyer!!! É isso gente: ele está referendado no MoMA!!!
Aproveito aqui para registrar seu aniversário em 15/12/2010,
dia em que completou 103 anos de pura criatividade e trabalho!

Achei outro brasileiro citado numa das salas de lá: o Jorge
Mário Jáuregui, criador de um projeto de socialização do
Complexo de Manguinhos - favela no Rio de Janeiro/RJ


Na saída do museu, estes 4 painéis me chamaram a atenção
pela explosão de cores e direções!

No caminho de volta ao hotel, passamos pela pista de patinação do
Rockfeller Center e paramos para ver a iluminação natalina
nas árvores que ficam em volta e...

...chegamos bem na hora em que estava sendo colocado o pinheiro para ser
decorado e iluminado para o Natal! Tínhamos visto pela TV na noite anterior
a escolha e o corte da árvore de Natal mais tradicional e esperada
pelos nova-iorquinos!

E agora lá estava ela já no seu devido lugar, por cima da estátua do
Prometeu! Comparem seu tamanho com os andares do prédio atrás
dela! Pena que não vimos a "inauguração" que dizem ser outro
espetáculo inesquecível e emocionante!

Chegamos por fim ao Grand Central Terminal, outra maravilha
arquitetônica do ano de 1913, que foi totalmente restaurado e hoje
funciona plenamente como terminal de trens, com lojas e restaurantes

Chegamos lá às 17:30hs e pegamos a hora do "rush"!!!

No teto abobadado, a pintura retratando o espaço
celeste e suas constelações...

...que havia sido reinaugurado no dia 08/11/2010 com a restauração
de todo o sistema de iluminação, agora ultramoderno, usando
lâmpadas que devem durar mais de 5 anos e que gastam 60%
menos energia. Fomos privilegiados e brindados com essa beleza!

O painel de informações de saídas, destinos e horários dos trens.
E a enorme bandeira do país também enfeitando a parede.

Os janelões de vitrais na frente e o relógio de 4 lados
no centro do salão principal

O Grand Central Market...

...um corredor largo e comprido com todos os tipos de bancas e
balcões de comidas e especiarias, frescos ou cozidos. Maravilhoso!

Até um balcão de frutas e verduras lindas, limpas e bem
arrumadas e organizadas!

Pelo lado de fora a arquitetura imponente no estilo Beaux Arts do
maior terminal de trens do mundo em número de plataformas.
Tem 67 trilhos, nas 44 plataformas que ficam em 2 andares subterrâneos
Este será mais um lugar que quero voltar a visitar com mais tempo para explorar o restante das coisas lindas que ainda não vi, como as lojas e o Oyester Bar, um famoso restaurante de lá. Inclusive fiquei sabendo que próximo ao Oyester Bar existe um lugar chamado de "canto do eco", onde se pode sussurrar ao ouvido de alguém que mesmo assim todos conseguem escutar o que está sendo dito! Preciso conferir isso gente!!!
Bjs

0 comentários: