cavalgada e natureza: paixões


Todo ano meu marido participa junto com o grupo "Tropeiros de Guarapari" da cavalgada pelo município de Alfredo Chaves/ES, tradição entre os amantes deste saudável esporte. Mais do que qualquer outra coisa, transformou-se numa confraternização anual das famílias amigas com direito à satisfação dos cavaleiros com um dia inteiro de cavalgada, paradas para almoço e lanche da tarde e culminando com a chegada à pousada. O ponto de encontro já está repleto com os parentes e amigos que comemoram muito a entrada do grupo.
Depois que os cavalos são acomodados nas baias e guardados os apetrechos da montaria, os cavaleiros vão para um merecido banho quente revigorante e um café colonial com quitutes que só as matronas italianas sabem fazer!
Sábado e domingo é comemoração e conversas o dia inteiro (e a noite também, rs...) com direito a sanfoneiro e forró para quem quiser!
Agora, o que a gente gosta mesmo é a paisagem e a paz do lugar, com sua gente simples, descendentes dos primeiros imigrantes italianos no estado, com seu sotaque carregado até os dias de hoje e que nos encantam com sua hospitalidade e sua amizade oferecida com tanta facilidade!
O interior do município de Alfredo Chaves, nas localidades de Matilde, Carolina e São Roque de Maravilha oferece aos turistas, além da beleza do lugar chamado de paraíso das águas, pousadas e estalagens com uma decoração rústica, mas de bom gosto, e o cardápio que nós da cidade chamamos "da roça", com seus pratos típicos do interior e de um sabor maravilhoso, sendo preparados nos fogões à lenha, com ingredientes naturais sem nada industrializado. Isso sem falar no ovinho de galinha caipira (tem coisa mais maravilhosa que isto?!?!?!?!).
O final de semana foi renovador e de muita paz interior. Só mesmo num paraíso daquele para revigorar o espírito e o corpo e levar a vida agradecendo tudo que temos de bom no nosso sofrido planetinha, preservados em alguns recantos como esse!
Nos hospedamos na Pousada Águas de Pinon, construída na propriedade rural da família Pinon, sendo patriarca e proprietário o Sr. Roque Pinon, persona grata!
Com direito a usufruir além da hospedagem (com refeição completa e deliciosa) do banho de cachoeira e com uma prainha natural para a alegria da criançada!

O encanto das janelas com as cortininhas de renda
Uma parte da pousada com o casarão e alguns chalés
A roda d'água ao lado da recepção
O café colonial

Uma sopinha de macarrão com legumes e queijo fresco para acompanhar!

No armário pratos e canecas de ágata: achei o máximo!

Tomando conta do balcão das iguarias: a mamma e o papá - cocineros

Vista da varanda da nossa suíte

Descida para chegar à cachoeira

A prainha com uma das cachoeiras ao fundo

Aqui se escuta a natureza!

No próximo post falarei mais sobre as possibilidades turísticas deste paraíso das águas!
Bjs

3 comentários:

Marcia disse...

Raquel, do céu! Que lugar mais maravilhoso! Estou esperando ansiosa o post "turístico". Quem sabe não me animo e passo uns dias nesse paraíso nas férias que terei em julho.

Beijoca e boa semana.

Ana Maria ( Jeito de Casa ) disse...

oi Raquel

teu comentario não ficou perdido não, ficou na postagem do encontro com a bruxinha. meu filho esteve em casa neste findi e conversamos bastante, fiquei mais tranquila, ele disse que está gostando do curso ,mas estranha a cidade.
depois volto aqui pra ler a postagem ,pois vou fazer o almoço.

bjus e obrigada pela atenção.

Ruby Fernandes disse...

Que delícia de passeio! Eu que sou gulosinha fiquei de olho no café colonial, hahahah!
Bjo bjo flor *Ü*